É Notícia

Cardápio especial com nutrientes antirraiva

www.mdemulher.abril.com.br

Está de mal com a vida? Abra a geladeira, mulher! Prepare-se para espantar uma porção de sentimentos negativos

Você já deve ter ouvido a expressão “Cara feia, para mim, é fome”. Pois a sabedoria popular tem lá suas razões. Pesquisas comprovaram que sentir o estômago oco deixa qualquer uma de nós irritada, de mal com a vida, impaciente. E que, assim que ingerimos certos alimentos, nosso humor muda. Até água com açúcar funciona para quem está nervoso. “Tranquiliza, porque o açúcar facilita o transporte de serotonina, substância responsável pela sensação de bem-estar”, explica a nutróloga Regina Mestre Amengual. De fato, esse poder dos alimentos sobre as emoções vem de quando ainda éramos bebês, lembram os especialistas. Só voltávamos à calma depois de amamentadas. Essa relação tem sua raiz em dois órgãos do organismo: o cérebro e o intestino. “A produção dos neurotransmissores ligados ao prazer (como a endorfina e a serotonina) ocorrem, principalmente, nessas áreas”, explica a nutricionista Cynthia Antonaccio. “Por isso, é fundamental escolher um cardápio rico nos nutrientes envolvidos na fabricação e liberação dessas substâncias.” Então, da próxima vez que estiver se sentindo péssima, respire fundo e... faça uma boquinha.

Cardápio anti-irritação

Tem: alface, couve, iogurte, amêndoas, nozes, castanha- do-Pará, atum, verduras de folhas amargas e chás digestivos.

A alface deve estar no seu prato nos dias de fúria. Segundo a nutricionista Sonia Philippi, da Universidade de São Paulo, essa folha possui em seu talo alta concentração de lactucina, substância que age como calmante e diminui a irritação causada pelo stress. Você pode acrescentar à salada amêndoas, nozes ou castanha-do-pará e acompanhá-la com um belo filé de atum temperado com alho. Esses alimentos possuem grande concentração de selênio. Estudos mostraram que a deficiência desse mineral pode estar associada à irritação. Durante a tarde, procure beber um iogurte e experimente comer um pouco de couve no jantar. Pesquisas mostraram que o cálcio (presente nos laticínios e nessa folha) ajuda a controlar e reduzir o nervosismo. Outra ação para controlar a raiva é cuidar do equilíbrio do fígado. “Para isso, evite o cigarro, o consumo excessivo de bebida alcoólica, de sal, de gordura, de açúcar refinado e de corantes”, ensina Cynthia. Você também precisa se policiar para não ficar muito tempo sem comer. “Procure se alimentar a cada três horas para não correr o risco de ter uma crise de hipoglicemia, que é quando a taxa de glicose no sangue fica abaixo do normal, deixando qualquer um agressivo”, explica a nutróloga Regina.