É Notícia

Saúde do Homem

Eles precisam ir ao médico.

Levantamento do Centro de Referência da Saúde do Homem, órgão ligado ao Hospital de Transplantes, da Secretaria de Estado da Saúde, revela que mais de 60% dos pacientes considera constrangedor procurar um especialista quando os sintomas iniciais de uma doença aparecem.

Para fugir das primeiras consultas, a maioria dos usuários utiliza como desculpas a falta de tempo livre e a necessidade de trabalhar para manter a família.

O diagnóstico tardio traz ao hospital, mensalmente, mais de 1,5 mil pessoas doentes. São casos críticos que poderiam ser evitados com a realização dos exames preventivos.

- Urologista também é médico de jovens: é importante que adolescentes visitem o médico antes de iniciar a vida sexual para tirar dúvidas e receber orientações.

- Autoexame dos testículos deve ser mensal: prática pode evitar o aparecimento de câncer de testículo e deve ser realizada entre os 15 e 35 anos após o banho com o objetivo de detectar nódulos, ou a presença de varizes testiculares.

- O exame da próstata (famoso “toque”) é fundamental após os 40 anos: o câncer de próstata é o mais comum entre os homens e está entre as doenças que mais mata. Patologia pode ser evitada (e o tratamento será menos invasivo) se o paciente realizar o check-up anual que inclui, também, coleta de sangue.

- Tabagismo e má alimentação podem contribuir com disfunção sexual: dieta saudável e a prática regular de exercícios físicos mantém a autoestima elevada e evitam o aparecimento de doenças ligadas a impotência sexual, como a hipertensão e o diabetes.

- Ingestão de líquidos é fundamental: beber pelo menos 2 litros de água por dia diminui as chances de formação de cálculos renais. Também hidrata o corpo e deixa pele e cabelos mais bonitos.

- Ignorar os sintomas não elimina a doença: dificuldade para urinar, sangramentos, perda de libido e dores locais são sinais claros de problemas de saúde. Mascará-los com o uso indevido de medicamentos, ou misturas caseiras podem agravar o caso.

- Prevenção ajuda a viver mais e melhor: não deixe de usar camisinha nas relações sexuais e de fazer os exames preventivos. Além disso, tenha um bom diálogo com sua parceira. A confiança é importante para que o sexo satisfaça plenamente o casal.

Fonte: http://zip.net/bchb57
Foto divulgação